Close Menu

Busque por Palavra Chave

Alesc - 2

Editorial | Certezas e incertezas

Por: LÊ NOTÍCIAS
31/07/2019 11:12

Os tempos de mudanças tardias, aquilo o que se imagina em conversão de ruim para bom, novos desafios para os brasileiros em compromisso com o futuro etc, etc, são dois chumbos que devem ser pesados a partir de agora. Um que diz respeito às ações, de fato, que resolvam pendências de ontem que nunca foram implantadas e, outro mais profundo, que faz agora a diferença. Mas tudo está parado.

O debate eleitoral persegue o Brasil há anos, depois da saída de FHC, não se teve mais tranquilidade política no Brasil. A eleição nunca termina e o país não avança em nada. Entra governo, sai governo, o enfrentamento político entre forças ideológicas, impede que tudo seja avançado e dê melhoria à qualidade de vida do cidadão.

Os municípios estão falidos e os prefeitos estão buscando dinheiro em Brasília e nos Estados, passando pela mesma dificuldade há décadas. Por quê? Política. Política pesada entre grupos que não falam a mesma linguagem e que destroem a cidadania das pessoas.

Se esta guerra política não terminar, não se inicia nada. As redes sociais defendem um governo idiota que briga com tudo e todos. Não interessa o que Jair Bolsonaro faça ou fala, nada pode ser cobrado, mas tudo aceitado.

Bolsonaristas são seguimentos de completa falta de diálogo. Não aceitam nada e pintam o presidente da República de ouro de Ofir. Ele não pode ser criticado, cobrado, debatido. Tudo, neste governo, tornou impossível dialogar. Bolsonaristas só falam com bolsonaristas. A pergunta é dura, mas como resolver o Brasil dentro desta bolha?

Se o governo passado tem um bom programa, o que entrou quer mudar e, às vezes até piora, coloca tudo a perder. Tudo é coisa de comunista, tudo é culpa do PT, tudo é um holocausto. Se isso não muda, nada avança.

Está na hora de acabar com esta divisão e o chefe do governo começar a fazer um novo caminho. O país está insuportável, insustentável, insensível. Por quê? Pela guerra ideológica que tem tendência de colocar a nação em divisão de classes em enfrentamento civil. Quem não impedir isso, será vítima deste absurdo. O país está indo para o inferno.

Brasão

Avenida Plínio Arlindo De Nês, 1105, Sala 202 - Centro
Xaxim - Santa Catarina
CEP: 89825-000
redacao@lenoticias.com.br
(49) 3353-5210
(49) 99997-9025