Close Menu

Busque por Palavra Chave

Direito em Foco | Bolsonaro X Moro

Por: Gustavo de Miranda
28/04/2020 11:41
Tamanho da fonte: A A
Fátima Meira/Futura Press

É inevitável não tratar sobre a celeuma entre Moro e Bolsonaro, as duas personalidades de, talvez, maior importância do cenário administrativo do país, vou tentar ser breve e direto.

Ao sair do Ministério da Justiça, Moro apontou crime de responsabilidade do presidente, interferência na PF e outras revelações que estremeceram o Planalto. Tudo começou com a exoneração de Valeixo, diretor-geral da PF, de confiança de Moro, a mando de Bolsonaro, supostamente por não ter tido acesso a informações de investigações sigilosas que envolvem Carlos Bolsonaro e outros chegados.

Em razão das declarações, Aras, da PGR, pediu abertura de inquérito para investigar as declarações, dos dois lados, entretanto, sabe-se que Moro não tem mais prerrogativa de função e não pode ser investigado diretamente pelo STF, sendo um procedimento irregular, que caiu nas mãos de Celso de Mello.

Em resposta, Bolsonaro discursou muito, explicou pouco e acusou o fato de que Moro teria proposto a troca de Valeixo só após sua nomeação ao STF, sugerindo que o ministro negociou esse cargo. De certo, foi um argumento intuitivamente bem colocado para tentar corromper a imagem de impoluto de Moro.

Talvez prevendo algo, e pretensiosamente o profetizando, Bolsonaro contou que teria tomado café da manhã com deputados naquele dia e disse, mais de uma vez, que iriam conhecer uma pessoa que tentaria colocar uma cunha entre ele e o povo, numa revisita tupiniquim à imagem da última ceia, onde Jesus avisa sobre Judas.

Isso foi feito intencionalmente para que os extremistas, de um lado, considerassem Moro um traidor, e de outro, contradissessem a repulsa ao ministro pela condenação de Lula e passassem a defendê-lo.

Consultando meus gurus do contexto e da opinião política, acabei chegando em alguns pontos, opinião própria, claro: o discurso de Moro não será levado adiante, pelo menos de imediato, primeiro porque não cultivou muitos amigos em Brasília; segundo porque a maioria dos políticos não gosta dele desde a época da Lava Jato por razões óbvias; terceiro porque a oposição teria que pôr o rabo entre as pernas no caso da condenação do Lula e se humilhar para lamber Moro; e, por último, porque todos, absolutamente todos os parlamentares têm teto de vidro quando o assunto é ter acesso a informações de investigações da PF. Aliás, vale dizer que há meses vinham ocorrendo essas tentativas de interferência, acham mesmo que Moro, Valeixo e os demais não desconfiaram, e apuraram, os porquês? Muita gente não quer saber, até porque todos os governos têm rabo preso com isso, vai saber o que está nos arquivos da PF não é mesmo?

Essa situação toda é muito frustrante, nos obrigou a reavaliar todos os posicionamentos, porém nada ainda está comprovado ou demonstrado, por isso, cuidado você que está pensando em soltar aquele asqueroso “eu avisei” seja lá pra quem for. Certifique-se de provar que a sua realidade seria completamente diferente e que o contexto que você defende tenha um histórico de reputação ilibada.


Sicoob 2018 - Home
Vederti Chapecó
Serrano Máscaras
Prefeitura de Xaxim - Maio
Rech

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro