Close Menu

Busque por Palavra Chave

Na Essência | Cabeça vazia, morada do diabo!

Por: Júnior Chisté
15/05/2019 10:06
Tamanho da fonte: A A

Como sabemos, o mercado antecipa os fatos. Antes de uma possível melhora da economia o mercado financeiro começou a se animar e, com a prorrogação da reforma, o dinheiro do mercado entrou em modo stand by e as atenções a se voltaram para o rito de aprovação da reforma. O novo governo, desde sua campanha, tem como premissa a ruptura com o modelo de “presidencialismo de coalisão”. Buscou preencher cargos de forma técnica e enxugar ao máximo, enquanto possível, estruturas de gestão.

Mas o Congresso, apesar da grande renovação, manteve seu modus operandi e as negociações entre executivo e legislativo não tem sido das melhores. O governo tem mostrado serias dificuldades de articulação e isso tem causado uma série de ruídos, embates atrasos e até mesmo algumas derrotas. Com o mercado ainda em torno das expectativas e essas insistem em se fazer presente há uns dois anos atrás. Tenho acompanhado que o governo Bolsonaro, juntamente com a Câmara Federal e o Senado está sob fortes ruídos vindos, e que não nos esqueçamos do STF. O ambiente se tornou perfeito para a proliferação de factoides, boatos e especulações! Pare um momento e pense em tudo que já foi notícias nos últimos meses. Brigas, conspirações, rompimentos, alianças…

Muitas, mas muitas coisas aconteceram, viraram verdades absolutas de uma hora pra outra e, dias ou semanas depois, simplesmente não são mais lembradas. Infelizmente, isso já aconteceu antes e provavelmente acontecerá de novo. A proposta de reforma está agora na Comissão Especial, que é onde os pontos da reforma serão discutidos e de onde sairá a proposta final que irá a votação. Sem dúvidas haverá mais turbulência, barganha, discussão e desentendimentos – ou seja, mais motivos para a criação de novas verdades. Mais do que nunca, é momento para termos a cabeça fria e os pés no chão.

Olhar o cenário de luneta (visão de longo prazo) e buscar as oportunidades de lupa – aproveitando a volatilidade a nosso favor. O cenário de longo prazo ainda é prospectivo. Temos muitas oportunidades pela frente, mas como sempre, o caminho nunca é fácil. O fato é que o país precisa de uma resposta imediata para diminuirmos o desemprego, fazer crescer a economia para que tenhamos uma nuvem de otimismo e que isso gere ou comece a fazer com que o brasileiro, o catarinense, passe verdadeiramente a acreditar neste novo governo. Sim, tudo é muito precoce ainda para se fazer qualquer análise.

Mas confesso que algumas medidas tem me estranhado. O que literalmente não me cabe é por exemplo, a equipe administrativa, o gabinete da República se preocupar em homenagear filho de presidente, pessoas ligadas ao governo. Que definitivamente possamos começar a ver resultados e que não tenhamos que estar nas mãos de um presidente da Câmara ou do senado, chega disso, não é? Definitivamente, o Brasil não é para amadores….


Sicoob 2018 - Home
Brasão
Alesc - 1

Avenida Plínio Arlindo De Nês, 1105, Sala 202 - Centro
Xaxim - Santa Catarina
CEP: 89825-000
redacao@lenoticias.com.br
(49) 3353-5210
(49) 99997-9025