Close Menu

Busque por Palavra Chave

Na Essência | Desapegue-se, mas não de você!

Por: Júnior Chisté
09/08/2019 08:54
Tamanho da fonte: A A

Eu não sei, na verdade nem posso imaginar o quanto você tem se desprezado nessa vida.

Eu não sei o quanto a vida tem sido dura com você.

Eu não sei a quantidade de amor que você dedica a você mesmo, a você mesma.

Quantas vezes você já experimentou a desolação, o sentimento de inutilidade?

E com isso você não foi capaz de amar ninguém!

Sabe porque erramos tanto na vida? Porque temos tantas dúvidas? Porque tantas inseguranças?

Nós erramos porque queremos dar ao outro aquilo que a gente ainda não se ofereceu!

O primeiro amor que você tem que experimentar não é pelo outro, é por você.

E quando é que nós vamos perceber que não estamos nos amando da maneira que devíamos?

É quando nós identificamos no nosso jeito de viver e de ser, comportamentos que denunciam que nós não nos cuidamos mais, que nós fizemos escolhas erradas e a gente não fez esforço nenhum para mudar isso.

É impressionante o quanto isso não nos permite olhar para dentro de nós e enxergar uma nova luz, um novo caminho, novas alternativas.

O seu desprezo por você faz com que isso se torne intragável e logo qualquer pessoa se tornará pra você!

Como é que eu posso cuidar de alguém se eu ainda não aprendi a cuidar de mim mesmo?

Então, ao reconhecer o amor que está em mim eu ofereço este amor a todas as circunstâncias da minha vida.

Eu ofereci ao outro porque eu experimentei a mim mesmo, isso chamo da "experiência do cuidado."

Pois quando você se ama, você se cuida, você se protege, você se valoriza!

O amor próprio é essencial até mesmo para que todos nós reconhecemos nossas fraquezas.

Reconhecer a fraqueza não é vergonha ou algo parecido, reconhecer a fraqueza é um ato de coragem, um ato de altruísmo para com você mesmo.

Se eu identifico o amor em mim, se eu identifico as fraquezas em mim, logo vou ter a percepção de perceber tudo aquilo que está me fragilizando pois eu estou me dando essa oportunidade.

Eu preciso amar suficientemente o ser que sou!

Então, somente neste dia, você se dará um momento único mas que também será para sempre presente, é o momento em que a gente se recolhe, que a gente percebe o que se precisa fazer e mudar.

É saber identificar sim nossos inúmeros defeitos, nossas inúmeras imperfeições, nossos erros estupendos e mesmo assim NOS AMARMOS!

É absurdamente transformador quando eu posso olhar para dentro de mim mesmo e dizer "quantas coisas maravilhosas que estão acontecendo e que vão acontecer em minha vida."

Eu não tenho o direito de negligenciar isso! Não tenho!

Me dou sim o direito de a partir de agora ser o que eu jamais achei que era!

Ser não o que os outros querem que eu seja, mas o que eu identifiquei que é necessário ser, pois isso não somente me fará bem, mas me levará aos melhores caminhos, as melhores escolhas, a minha melhor vida.

Isso é o AMOR!

Que a partir de hoje eu possa interpretar de forma edificante não somente meus pensamentos, não somente minhas ações, mas o que a vida me ensinou com todos os reveses que tive até agora.

Isso é viver!


Sicoob 2018 - Home
Brasão
Alesc - 1

Avenida Plínio Arlindo De Nês, 1105, Sala 202 - Centro
Xaxim - Santa Catarina
CEP: 89825-000
redacao@lenoticias.com.br
(49) 3353-5210
(49) 99997-9025