Lucas Esmeraldino assume-se; Greve dos professores; Campagnolo e Carminatti; Mestre Júlio Garcia; Super Udo Döhler

Por: Marcos Schettini
08/01/2019 10:53
Tamanho da fonte: A A

Amanhã tem eleição municipal

O prefeito de Joinville tem um caminho grande para percorrer até o pleito municipal. Tem a missão de construir uma coligação para manter seus aliados no governo. Os deputados, estadual Fernando Krelling (MDB) e federal Rodrigo Coelho (PSB), tiverem que enfrentar um PSL forte nas votações do federal Coronel Armando e estadual Sargento Lima, vão ter que mexer. O federal Darci de Matos e estadual Kennedy Nunes, estão no jogo. O grito de mudança que marcou o último processo eleitoral, está nos calcanhares. Se Carlos Moisés der certo, tem voz local abundante. Não tendo mais LHS e um leque de amigos que esqueceu nos dois mandatos, Udo Döhler foi cinco vezes presidente da Acij e terá que abrir o nome. Em tempos de cobrança da sociedade para que os eleitos cumpram seus mandatos, o partido busca um quadro de sua orientação. Se o deputado Marco Tebaldi afirma que município é um queijo suíço, o Chefe ulyssista vai tem buracos mais preocupantes para fechar.


Olhos
Embora os deputados estejam ajustando seus gabinetes, buscando assessores ali, construindo relações lá, o foco real está no Centro Administrativo. O governador Carlos Moisés brilha só no erro de aumentar impostos do feijão com arroz.

Chef
É inédita a iniciativa de esquecer o prato dos catarinenses no fogão. Deputados do PSL, estaduais e federais, pegos de surpresa, sentiram o cheiro, de longe, do cozinheiro queimando a panela de arroz e feijão, com o restaurante vazio.

Arena
A deputada Ana Campagnolo já está em sintonia com o ministro da Educação, a secretária nacional da pasta e o novo chefe do Enem para traduzir suas movimentações em SC. Quieta, sua oponente do PT só olha. Nunca Lu Carminatti foi tão silenciosa.

Greve
Como terá que dar aumento aos professores, maioria absoluta contra a Escola Sem Partido, Carlos Moisés vai viver sua primeira experiência como negociador de Estado. Se o Bombeiro tem Paulo Eli, o Sinte conta com Lu Carminatti.

Elas
O aguardado espetáculo entre Ana Campagnolo e Luciane Carminatti com o megafone em mãos, atacando e defendendo os professores, é o Oscar estadual. Como é a primeira vez que acontece, é forte a expectativa. Já falta pipoca no mercado.

Sensatez
Já experiente, Paulo Eli começa a desenhar a linha para segurar o confronto. Será ele, dotado de conhecimento já vivido, que vai ter que sentar à Mesa com Carlos Moisés e mostrar os números. E esta equação não tem nada a ver com Paulo Freire.

Recomendação
A mesma turma que tomou a iniciativa de dar um banho em Carlos Moisés no dia da posse na Alesc, deverá deixar um carro-pipa no Centro Administrativo. O aumento de impostos no arroz e feijão, além da baixa em início de governo, precisa de mais água fria.

União
Depois das declarações que Luciano Hang fez contra a OAB, a Defensoria Pública e a Ordem juntaram os sentimentos. Deixaram a histórica divisão para rabiscar as primeiras iniciativas de respostas. O fosso entre entidade e empresário é vietnamita.

Então
Com uma lista de casos judiciais, Hang tem um leque de advogados em várias regiões do país. Ao atacar a entidade de seus procuradores, a situação fica hilária. São eles que, há pouco, votaram em Rafael Horn e Hélio Brasil.

Reinando
Júlio Garcia vai tecendo a teia de atuação que, novamente, elevou-o à Presidência da Casa. Na Alesc, fala com novos e veteranos deputados. Vai se notabilizar mais uma vez porque, no Saco Grande, ao contrário dele, não há ouvidos nem diálogo.

Melhores
No trabalho do futuro presidente da Casa, o chamamento de seus iguais para atuar e fazer acontecer. Júlio Garcia, cigano, conhece as linhas manuais da política catarinense. Não à toa, acampou na circunferência da Praça Tancredo Neves.

Arrojada
O conhecimento de Thamy Soligo para a área de comunicação do governador de Brasília mostra a capacidade de SC exportar talentos profissionais. Ibaneis Rocha pinçou o que há de melhor no seguimento em todas as direções. O ulyssista desnutriu o Estado.

Forte
Lucas Esmeraldino, presidente do PSL e secretário de Desenvolvimento de SC, emitiu Nota Oficial ao que chama a militância de família. Falando o já sabido, assume-se como responsável pela criação dos 150 diretórios do partido no Estado.

Laboratório
Esmeraldino fala com propriedade. Criador da criatura, tirou do nada o então quadro que hoje senta na principal Cadeira de SC. Veloz e igualmente míope, não percebeu-se. Desconhecendo o arrastão de outubro, pegou a 1ª proveta que viu.

Atrasado
Ao passar o papel pedindo uma CPI da Ponte Hercílio Luz, o deputado estadual do PSB, Bruno Souza, inicia tarde. Como foi vereador da Capital, age de olho na eleição de 2020. João Amin, com prancha nesta direção, tem nome e simpatia.

Indignados

Ulyssistas não aceitam o erro de dividir a bancada na busca pela presidência da Mesa. O equívoco, observado pelo ex-governador Eduardo Pinho Moreira, deu luz para Júlio Garcia conduzir a Casa. O deputado do PSD assistiu de longe.



Sicoob 2018 - Home

Avenida Plínio Arlindo De Nês, 1105, Sala 202 - Centro
Xaxim - Santa Catarina
CEP: 89825-000
redacao@lenoticias.com.br
(49) 3353-5210
(49) 99997-9025