Close Menu

Busque por Palavra Chave

Alesc - Sua Causa 2

Por que devemos escrever de Jair Bolsonaro?

Por: Axe Schettini
05/03/2018 11:48

Na coluna passada, de sexta-feira (02), escrevi um artigo onde defendi a tese de que a inteligência de Ciro Gomes, que é pré-candidato à Presidência da República, pode surpreender o Brasil. Nas redes sociais, o tiroteio é livre. Impressiona como os admiradores de Jair Bolsonaro atacam quem não está ou defende o time do deputado carioca. Que Ciro Gomes é um estudioso e um homem inteligente, ninguém pode negar, pois ele realmente é! O que se pode questionar são as propostas e ideologias defendidas por ele, que contra-ataca o projeto de Messias Bolsonaro.

Quando publicado o artigo no Facebook, os ataques prontamente chegaram, inclusive colocando em xeque a integridade e credibilidade do LÊ NOTÍCIAS (um entusiasta da democracia e dos interesses de Xaxim), atacando-o de todos os lados, mesmo sabendo que este espaço não representa o ideal do jornal, até porque este veículo é composto por várias pessoas, de direita, esquerda e centro.

Mesmo não lendo a opinião, muitos metralham sem saber o contexto, apenas por idolatrar um político que tem os mesmos ideais dos autores. Na coluna anterior, em nenhum momento foi defendido o cearense, apenas foi relatada sua passagem por Xanxerê e afirmado que ele pode surpreender nas eleições, nada mais que isso.

Mas para algumas pessoas, nem bons filmes e livros ajudam a serem mais complacentes. Em um trecho do lindo longa-metragem intitulado de “O Conde de Monte Cristo”, uma frase dita no filme pode ser usada como pensamento de vida, quando se diz “não cometa o mesmo crime pelo qual você cumpre sentença”. Então fizemos uma analogia para comparar que os apoiadores de Bolsonaro agem exatamente como os lulistas de cruz na testa. Cada um na sua ideologia, mas ambos com o cartucho cheio para atacar, não importa quem, for contra seu pensamento político.

O Brasil é maior que frases prontas como “Bolsonaro 2018” e “Lula, ladrão, roubou meu coração”. Pelo amor de Deus, esta nação não pode ser reduzida a coxinhas e mortadelas.Tenhamos clareza, Brasil...


Brasão

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plíno Arlindo Nês, 1105, Sala, 202, Centro