Close Menu

Busque por Palavra Chave

Prefeitura de Palhoça

Merisio declara voto em Bolsonaro e é repudiado pelo PSL; Mauro Mariani vai de Henrique Meirelles

Divulgação/LÊ Merisio está com Jair Bolsonaro e Mauro Mariani vai de Henrique Meirelles Merisio está com Jair Bolsonaro e Mauro Mariani vai de Henrique Meirelles

Com a chegada o primeiro turno das eleições, os candidatos ao Governo do Estado, Gelson Merisio (PSD) e Mauro Mariani (MDB) tomaram posturas políticas e declararam voto, nesta quinta-feira (27), aos presidenciáveis Jair Bolsonaro (PSL) e Henrique Meirelles (MDB), respectivamente.

O anúncio de Gelson Merisio acontece uma semana após o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon (sem partido) declarar voto ao capitão reformado do Exército. Por outro lado, Mauro Mariani, coligado com o PSDB, que indicou o vice Napoleão Bernardes – ex-prefeito de Blumenau, havia honrado apoio ao presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB), que não cresce nas pesquisas, motivando declarações oficiais dos candidatos.

Com as pesquisas apontando segundo turno entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL), para o Palácio do Planalto, e Mauro Mariani (MDB) e Gelson Merisio (PSD) para o Governo do Estado, fica a incógnita de quem será o apoio do Partido dos Trabalhadores em Santa Catarina, caso Décio Lima não vá ao segundo turno.

Santa Catarina é um dos Estados com maior eleitorado de Bolsonaro do Brasil, proporcionalmente, segundo pesquisas recentes. “Meu voto é em Jair Bolsonaro. Não podemos olhar para trás. Precisamos dar uma chance à mudança. É isso que Santa Catarina deseja”, disse Merisio em vídeo divulgado nesta quinta-feira.

Em resposta a perguntas da imprensa e da militância, Mauro Mariani declarou voto no candidato Henrique Meirelles. “Os eleitores catarinenses percebem que esta não é uma eleição de nomes, mas uma eleição de desejos de transformação e de construção de uma vida melhor”, afirmou Mauro. Mariani vê tais iniciativas como oportunistas e que revelam traços ligados à representantes da velha política dos caciques que querem influenciar o eleitor. “Respeito à decisão individual de cada integrante da coligação e da militância. Nossa campanha manterá a linha de apresentar propostas e soluções para as demandas do Estado e do povo catarinense”, finalizou por meio da assessoria.

O candidato a governador Comandante Moisés (PSL), emitiu uma nota na tarde desta quinta-feira (27) sobre a postura de Gelson Merisio em declaração de apoio para Bolsonaro. “Em Convenção Nacional, o PSD declarou apoio ao presidenciável Geraldo Alckmin, que compõe a chapa com Ana Amélia Lemos (PP), mostrando assim que o mesmo não respeita a decisão do seu próprio partido. Tal fato me causou surpresa e uma certa indignação”, disse.

Ainda, o candidato do PSL afirmou que a atitude de Merisio é reprovável e que não deve fazer parte do jogo democrático. “Os compromissos assumidos, sejam eles na política ou na vida pessoal, devem ser cumpridos. Devemos, como homens públicos, dar o exemplo e pautar nossas atitudes na honestidade, responsabilidade e retidão do nosso caráter. Portanto, em um momento em que tantos buscam surfar na onda Bolsonaro em Santa Catarina, é preciso que o povo tenha a plena consciência de que só há um candidato de Bolsonaro no Estado, que sou eu, Comandante Moisés 17, o mesmo número de Jair Bolsonaro”, afirmou por meio de nota.


Outras Notícias
Brasão
Xaxim 1 Mobile
Vederti Mobile
Sicoob Mobile
Rech Mobile
Xaxim 2 Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plíno Arlindo Nês, 1105, Sala, 202, Centro