Close Menu

Busque por Palavra Chave

Alesc - Sua Causa 2

Projete Júnior envolve alunos de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo da Unochapecó

Por: LÊ NOTÍCIAS
17/10/2018 15:02
Unochapecó O Projete Júnior oferece serviços mais em conta à comunidade, comparando com preços do mercado O Projete Júnior oferece serviços mais em conta à comunidade, comparando com preços do mercado

Projetar com as próprias mãos o local que será o novo lar de alguém, não é apenas pôr no papel um projeto com linhas, número e medidas, é transcrever sonhos. A cada encontro dos traços, um novo desenho ganha forma e faz com que a realização deste projeto esteja mais perto de se tornar real. É isso que a Empresa Júnior de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo da Unochapecó (Projete Júnior) faz para a comunidade, com um preço mais acessível se comparado ao mercado.

Adquirir experiências práticas que auxiliem na vida profissional, foi a ideia que deu o pontapé inicial para que três alunos de Engenharia Civil da Uno, juntamente com o auxílio da coordenação do curso, criassem em 2016 a Projete Júnior. Por meio da força de vontade dos estudantes, foi realizado todos os processos legais para a abertura da empresa, e como sabemos, nem todo começo é fácil. Foi com passos lentos, colocando um tijolinho de cada vez, que a empresa ganhou forma e hoje já conquistou espaço no mercado de trabalho.

É o amor pela profissão que move os estudantes a fazer com que a empresa tenha cada vez mais visibilidade. Desde o começo, os acadêmicos se dedicam de forma voluntária e reúnem-se todas as terças e quartas-feira à tarde e quintas-feira pela manhã para prestar serviços à população. “Qualquer pessoa da comunidade pode utilizar dos nossos serviços. Realizamos aqui na empresa os projetos arquitetônicos, hidro, elétrico e estrutural, tudo depende da demanda do nosso cliente”, destaca a vice-presidente da empresa, a estudante de Engenharia Civil, Letícia dos Santos.

Atualmente, a empresa é composta por 16 alunos que recebem ajuda dos professores Mario Hitter, de Engenharia Civil, e Gabriela Borges, de Arquitetura e Urbanismo. Os estudantes podem participar das atividades da Projete Júnior a partir do 2° período da graduação dos dois cursos. Assim, o estudante pode fazer parte da equipe até o dia que terminar a sua caminhada na graduação. É como a realização de um projeto, há o tempo de produção, mas em algum momento o ciclo chega ao fim. Porém, o mais importante é que o que foi produzido segue existente para outras pessoas usufruírem do legado conquistado.

EXPERIÊNCIA ALÉM DA SALA DE AULA

Para o atual presidente da Projete Júnior e acadêmico de Engenharia Civil, Welliton dos Santos, essa troca de conhecimentos com demais acadêmicos faz com que os projetos sejam bem desenvolvidos e melhor estruturados. “Nós dividimos o serviços por subgrupos de acordo com a afinidade de cada pessoa. Essa experiência é muito importante, pois aprendemos a conviver e ouvir as sugestões de nossos colegas, isso qualifica o resultado final”, comenta.

Além de poder colocar em prática o que é aprendido teoricamente em sala de aula, os acadêmicos desenvolvem habilidades extras, como por exemplo, administrar uma empresa. Tudo o que é relacionado com a Projete Júnior passa pelas mãos dos integrantes, desde a realização de processo seletivo, quando alguns dos integrantes está deixando a equipe, até pagamentos de contas, contratos com os clientes e controle dos valores que entram com a realização dos projetos.

Até o momento, a equipe já realizou diversos projetos que foram aprovados, entre eles a realização de duas casas. O valor cobrado pelos serviços varia de acordo com a especificidade das solicitações e demanda do cliente. Desta forma, o dinheiro adquirido não é repassado para nenhum integrante do grupo, ele é revertido a pagamentos de contas, que surgem durante o processo de construção do projeto, e para qualificação dos estudantes através de cursos de aperfeiçoamento.

Segundo uma das acadêmicas de Engenharia Civil, integrantes da empresa, Darlis Devise, ter esse local de aprendizado dentro da Instituição é extremamente importante para a formação profissional. “É muito válido ter uma Empresa Júnior dentro da instituição, isso valoriza os cursos e faz com que os acadêmicos se interessem a participar e conhecer o que desenvolvemos aqui”, destaca.

A liderança e o trabalho em grupo possibilitam o crescimento pessoal e profissional dos acadêmicos. A professora Gabriela Borges enfatiza a importância de ter uma Empresa Júnior dentro da instituição. "Esse acesso possibilita conexão com o mercado de trabalho e desenvolve competências empreendedoras aos estudantes. Assim, eles adquirem experiências para se tornar um bom profissional antes mesmo da formação acadêmica", finaliza.

A Projete Júnior fica localizada no bloco L da Unochapecó e está sempre disponível para projetar novas ideias. Mais informações sobre as atividades desenvolvidas pelo grupo podem ser encontradas pelo Facebook.


Outras Notícias
Brasão

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plíno Arlindo Nês, 1105, Sala, 202, Centro