Close Menu

Busque por Palavra Chave

Alesc - Sua Causa 2

Editorial | Às armas

Por: LÊ NOTÍCIAS
08/07/2019 14:29

A questão sobre armamento da população, dando direito a em ter acesso às armas e, mais do que isso, o porte, está mais que amadurecido. Ter uma arma é uma opção e o cidadão, entendendo que pode ter controle sobre ela, pode sim ter um rifle em casa, um fuzil. Por que não?

Se é para garantir a segurança, a posse e o porte de armas, ter um revólver, pistola, rifle ou fuzil, conforme a vontade pessoal, é um direito de escolha, da própria vontade.

A arma foi, para a história americana, uma demonstração de maturidade. E o brasileiro, vendo-se neste estágio, pode sim ganhar maturidade e fazer valer seu controle e uso. A arma é o maior fenômeno de que as coisas no Brasil, como se nunca havia visto, está o mudando de verdade. Todas as pessoas, que tem como comprar uma arma, inclusive garantir sua compra, deve ter acesso às formas de sua aquisição. Quanto mais armas nas mãos do cidadão comum, mais segurança está sendo observada.

Quando as armas estão longe das pessoas, são elas as vítimas mais frágeis e, pior, sem reação. Se aquele cidadão, vendo sua individualidade colocada em risco, não pode defender sua integridade, quem é que vai garantir, se não ele mesmo em tempo real.

Jair Bolsonaro está corretíssimo em oferecer o caminho para a posse e porte de armas. As pessoas podem sim andar armadas. Qual o problema disso? Se ela não quer, não tem porque impedir quem a deseje.

Ter armas é pessoal. E se todas as pessoas forem educadas a ter uma arma, a responsabilidade sobre seu uso será infinitamente maior. Cada cidadão, assim deve ser visto, é um soldado dentro de um grande exército para defender seus direitos assim que entender que deve ser defendido. Por isso todos devem ter uma arma em casa, no carro ou em seu momento que entender ser o melhor para si.

Se a Constituição impede este acesso, então que mude a lei constitucional e dê garantias ao cidadão. Afinal, é a lei a seu favor e para suas garantias. Os deputados federais e senadores estão a serviço do povo brasileiro e, se isso é uma verdade, tem que fazer as leis que beneficiem quem decidiu suas idas às Casas Legislativas. Se foram eleitos pelo povo, então é por eles a que devem a realização de seus interesses.

Todo poder de uso às armas ao povo. Um povo armado sabe, no momento certo, dizer o que quer e como quer. Um cidadão armado, uma comunidade armada, um Estado armado em favor de sua gente e por sua gente. Se é para todos terem armas em casa, no carro ou nas ruas, esta liberdade deve ocorrer imediatamente. Todo poder às armas, e todas as armas em favor do seu povo.

Estar armado é uma garantia e desejo do cidadão e, como é quem decide, deve ser dado a ele esta garantia. As armas devem estar nas mãos do cidadão, do povo brasileiro. Se não há lei para isso, que a lei seja mudada. Agora, já. Todo poder ao povo brasileiro.


Brasão

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plíno Arlindo Nês, 1105, Sala, 202, Centro