Close Menu

Busque por Palavra Chave

Alesc - Sua Causa 2

Liderança camponesa é tema de documentário em Chapecó

Por: LÊ NOTÍCIAS
07/10/2019 09:50
Taulan Cesco “No Quintal de Rosalina” relata a trajetória social da cabocla e feminista Rosalina Nogueira da Silva “No Quintal de Rosalina” relata a trajetória social da cabocla e feminista Rosalina Nogueira da Silva

Evidenciar a luta campesina e o trabalho realizado há mais de 30 anos pelo Movimento de Mulheres Camponesas (MMC). Esse é o principal objetivo do documentário “No Quintal de Rosalina”. O projeto, contemplado pelo Edital de Fomento e Circulação das Linguagens Artísticas de Chapecó em 2018, foi escrito e dirigido pelo jornalista chapecoense Taulan Cesco.

O documentário, inspirado e protagonizado por Rosalina Nogueira da Silva, moradora da comunidade rural de Faxinal dos Rosas, relata a trajetória social e pessoal da camponesa, que trabalha há cerca de 40 anos com o cultivo e processamento de plantas medicinais. Co-fundadora do MMC, Rosalina participou dos primeiros encontros liderados por agricultoras no início da década de 1980, em Nova Itaberaba. Atualmente, coordena a Associação Pitanga Rosa, onde ela e suas companheiras realizam atendimentos homeopáticos e a salvaguarda de sementes crioulas.

Depois de anos, a então agente comunitária de saúde se tornou uma liderança popular dentro e fora do Movimento. Por ser uma grande conhecedora do uso e processamento de plantas medicinais, a história de Rosalina cruzou a vida de muitas pessoas. “Contar a história de Dona Rosa é contar a história da criação do SUS, de políticas públicas para as agricultoras, do fortalecimento de movimentos sociais e da preservação da saúde integral”, pontua o diretor. “São muitas as vivências e contribuições que ela deixou e ainda se esforça para alcançar”.

LEGADO QUE INSPIRA

O projeto do documentário, que atualmente está em fase de pós-produção, apresenta vários núcleos temáticos que fazem parte da vida da protagonista. “O trabalho social e a rotina de Rosalina são muito próximos e escolher um fio-condutor para a narrativa foi um processo complexo”, revela Taulan. “Decidimos assumir uma abordagem situacional nas gravações, na qual promovemos encontros entre Rosalina e os demais personagens, a fim e recordar ou dialogar sobre os temas do documentário”.

Além do subsídio do Edital das Linguagens, considerado pelo diretor um recurso fundamental para a promoção das expressões artísticas do município, o documentário também recebeu patrocínio da Cresol Central SC/RS. “Eu penso que como produtores culturais, temos a responsabilidade de fomentar os movimentos artísticos de Chapecó, dar notabilidade às histórias e pessoas quase sempre marginalizadas e estimular que outros sejam realizados”, destaca Taulan.

Com previsão de lançamento para 2020, o documentário será distribuído de forma gratuita para a comunidade chapecoense, através de exibições públicas e cópias em DVD. Antes disso, “No Quintal de Rosalina” será inscrito em festivais nacionais e internacionais de cinema. “Nossa ideia é circular com documentário em diferentes espaços e inspirar outras pessoas com o legado de dona Rosa. Entendemos que esta contrapartida não somente amplia a visibilidade dos patrocínios recebidos para a produção do documentário, como demonstra o potencial cinematográfico da nossa região.


Outras Notícias
Brasão

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plíno Arlindo Nês, 1105, Sala, 202, Centro