Close Menu

Busque por Palavra Chave

Alesc - Sua Causa 2

Confiança do consumidor chapecoense registra melhor resultado desde março

Por: LÊ NOTÍCIAS
08/10/2019 10:48
Unochapecó Pesquisa foi realizada pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó, em parceria com o Sicom Pesquisa foi realizada pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó, em parceria com o Sicom

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), calculado para Chapecó, apresentou aumento de 0,67 pontos em outubro. Neste mês, a confiança dos consumidores é de 95,16 pontos, enquanto em setembro foi de 94,49 pontos, o que representa uma variação de 0,71%. A pesquisa é realizada pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó, juntamente com o Sindicato do Comércio (Sicom), que divulga o boletim com os resultados mensalmente.

Após regredir em setembro, a confiança dos consumidores volta a crescer. No entanto, o cenário ainda indica lenta recuperação econômica, uma vez que o resultado foi inferior aos 100 pontos, que representaria um equilíbrio entre recessão e crescimento econômico. Comparando ao mesmo período do ano anterior, quando a confiança dos consumidores representava 80,01 pontos, nota-se um aumento de 15,15 pontos percentuais.

De acordo com a professora responsável pela pesquisa, Cássia Ternus, este é o melhor resultado desde março de 2019. "Os resultados indicam que a situação atual dos chapecoenses está melhor e que houve aumento da intenção de consumo, possivelmente influenciada pela liberação do saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Em contraponto, as expectativas futuras dos consumidores registraram queda. Isso pode ser indício de uma nova queda em breve”.

Em outubro, a amostra da população utilizada na pesquisa foi composta por 110 mulheres e 135 homens, entre os dias 16 a 24 de setembro, que também foram segmentados por características individuais, como gênero, idade e renda. Dentre as categorias analisadas, o grupo que apresentou maior crescimento na confiança foi o de consumidores com idade inferior a 24 anos (19,39%), seguidos pelas mulheres (11,79%). Por outro lado, quem apresentou a menor variação foram os consumidores com mais de 65 anos (3,90%).

Quanto a faixa de renda, o grupo de consumidores com renda inferior a R$1.500 foi o que apresentou menor variação (5,33%), enquanto o grupo com rendas maiores que R$3 mil mensais apresentou crescimento de 11,15% na confiança.

SUBÍNDICES

A partir da descrição do comportamento do Índice de Confiança do Consumidor, parte-se para a análise dos principais resultados dos subíndices que o compõe. Eles são o Índice de Condições Econômicas (ICE), o Índice de Expectativas de Consumo (IEC) e o Índice de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (IEIC).

O Índice de Condições Econômicas (ICE) apresentou aumento de 9,20% comparado ao mês de setembro, somando 89,62 pontos. Os resultados indicam que os consumidores estão mais confiantes com relação às suas finanças e as condições para aquisição de bens duráveis, se comparado ao mês de setembro. Com relação ao IEC, o Índice teve redução no mês de outubro (-3,48%), apresentando 98,56 pontos.

Já o IEIC, que permite sondar o nível de obrigações a pagar ou em atraso que o consumidor possa ter, registrou variação positiva de 60,89% no mês de outubro. Em setembro, esse índice representava 78,10 pontos, e agora passou para 125,65 pontos. O resultado positivo está alinhado com a redução do nível de endividados e/ou inadimplentes de Chapecó. Dentre os 245 consumidores entrevistados, 76,70% estão com alguma obrigação a pagar. Destes, 13,30% também estão inadimplentes.

DIA DAS CRIANÇAS

Em outubro comemora-se o Dia das Crianças e os consumidores chapecoenses indicaram suas preferências quanto aos produtos adquiridos, local que serão realizadas as compras e forma de pagamento. Nesta data, 63,30% dos consumidores entrevistados pretendem presentear alguém. Em média, os consumidores pretendem gastar R$ 209,86. Entre as formas de pagamento, destacam-se dinheiro (52,30%), cartão de crédito (27,50%) e cartão de débito (12,10%), enquanto apenas 8,10% dos entrevistados tem interesse pelo pagamento em boleto ou crediário da loja. Em geral, os brinquedos tem a preferência dos consumidores com 37,10% das escolhas, seguidos por artigos de vestuário (11,40%).


Outras Notícias
Brasão

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plíno Arlindo Nês, 1105, Sala, 202, Centro