Close Menu

Busque por Palavra Chave

Alesc - Sua Causa 2

Palestra com Dr. Dráuzio Varella lota auditório em Chapecó

Por: LÊ NOTÍCIAS
06/11/2019 15:19
MB Comunicação Médico de São Paulo ministrou a palestra "Saúde Foco", no Centro de Eventos e Cultura Plínio Arlindo de Nês Médico de São Paulo ministrou a palestra "Saúde Foco", no Centro de Eventos e Cultura Plínio Arlindo de Nês

O Centro de Eventos e Cultura Plínio Arlindo de Nês foi palco, nesta semana, da palestra "Saúde em Foco", com o médico paulista Dráuzio Varella, que marcou a abertura do 9º Simpósio Brasil Sul de Bovinocultura de Leite, em Chapecó. A iniciativa é parte do programa #BebaMaisLeite, que percorre o Brasil com uma agenda positiva de divulgação do consumo de leite, participando dos debates do nicho de produção leiteira. A palestra teve como foco saúde, estilo de vida e benefícios do consumo da bebida como parte de uma dieta saudável.

Varella expôs que o maior benefício do leite é o cálcio, por ter a função de formar uma ossatura robusta e operar na contração da musculatura. O cálcio é importante na infância, na adolescência e continua sendo importante depois na fase adulta. Ressaltou a importância dessa substância no momento da menopausa da mulher. Dráuzio chama a atenção para o fato de que a melhor forma de absorver o cálcio é através do leite, e se o corpo estiver com falta dessa substância, que é muito necessária para o movimento e funcionamento, o próprio organismo retira-o dos ossos, o que pode levar a casos de osteoporose com o avanço da idade.

Para o médico, as teorias que vão contra o consumo de produtos de origem animal como carne e leite usam argumentos que muitas vezes não têm bases científicas. A queda do consumo de leite não se deve pelo fato de movimentos veganos e filosofias que são contra o consumo de produtos de origem animal, pois essas teorias atingem só uma parcela da população, que lê e se informa. “O que acontece atualmente, além de fatores políticos, sociais e econômicos é que muitas vezes, em nossas rotinas agitadas, o consumo de leite vem sendo substituído por outras bebidas prejudiciais à saúde, como sucos artificiais de má qualidade, refrigerantes, etc.”

Demonstrou preocupação também com o sedentarismo. Para ele, “não dá para ter saúde e ser sedentário, não dá para querer ter saúde e ficar sentado: ou uma coisa ou outra, atividade física é absolutamente fundamental. Nós caímos em uma situação hoje em que a gente não precisa fazer nada, não precisa se movimentar para ganhar a vida. Mas na verdade isso não é natural, natural é se movimentar, é andar. A geração dos nossos pais e avós andava o dia inteiro, faziam tudo a pé, por isso eram magros. O cálculo da Organização Mundial da Saúde é que no século XXI o sedentarismo causará tantas mortes quanto o cigarro”.

Na ocasião o presidente da Cooperativa Central Aurora Alimentos – uma das empresas patrocinadoras do evento – Mário Lanznaster comentou a expectativa de que o Brasil se torne um exportador de leite.

O resultado da venda dos ingressos para a palestra será revertida em doação de leite para a Associação dos Voluntários do Hospital Regional do Oeste (AVHRO).


Outras Notícias
Brasão

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plíno Arlindo Nês, 1105, Sala, 202, Centro