Close Menu

Busque por Palavra Chave

Tuti no comando de Joaçaba; Angela se esconde de Jorginho; Fala Ricardo Roesler; PSDB chorão; OAB e oab

Por: Marcos Schettini
25/11/2021 10:42 - Atualizado em 25/11/2021 15:24
Tamanho da fonte: A A
Divulgação

Hoje é OAB ou Organizações das Associações de Bananas

Assumir a presidência da Ordem dos Advogados do Brasil é, antes de tudo, caráter, benevolência, verdades e transparência. Nem todo mundo carrega estas grandezas dentro de casa, à mesa com a família, mas seres humanos são imperfeitos. Erros que fazem o homem ser, ele mesmo, curador de si, guardião dos passos, farol de suas belezas. A eleição vivida até agora, ainda em disputa, evidenciou tudo. Que é possível ser mulher e disputar, ser homem e mostrar autenticidade e também mentiras. As chapas em disputa mostram a cara. Nas duas, uma alinhada, outra talvez. Uma bolsa Louis Vuitton pode, quem sabe, ser do Paraguai com cara de Shopping Iguatemi. A maior fake news desta eleição, além dos vídeos e materiais feitos na escuridão da vergonha, é não ter competência para ser. Grande parte dos advogados mora com a mãe e o pai, paga aluguel das salas e come bife a cavalo, com dois ovos, para pagar as contas no final do mês. Se é um profissional inteligente, sabe quem é quem. Se a entidade está reconhecidamente muito bem dirigida, tem quem dispute seu controle com a sinceridade. Gabriel Kazapi, Claudia Prudêncio, Vivian De Gann e Hélio Brasil estão à prova.


BACANA

Prefeito interino de Joaçaba, com a licença do tucano Dioclésio Ragnini, Tuti avança. Foi secretário de Esportes, vereador e presidente da Câmara. José Otávio Calliari Filho é uma promessa dentro do Democratas e tem um futuro brilhante na vida pública. Será, no momento certo, prefeito de fato.


PASSADA

João Rodrigues estava em Florianópolis na última terça-feira cavando dinheiro para levar a Chapecó e sentir o clima pró Jorginho que, na entrada de Jair Bolsonaro, ganhou altura eleitoral. Se muda muito o cenário, o presidente do PL sabe que depois da filiação no dia 30, ele voa.


SONHO

O inchaço de nomes em direção ao PL, beneficia os atuais deputados ameaçados de desaparecerem em 2023. Se der tudo certo para o senador e presidente do partido, quem ficar suplente, ganha uma Secretaria ou encosto adjunto. Política é isso em qualquer partido.


ELA

Angela Amin olha com cuidado o convite de Jorginho para a composição de vice. Esperidião, o maestro da família, tem um terceiro olho na ponta da batuta. Se ela for, é porque vê chances reais de chegada. O senador do Progressistas aprendeu a dizer não.


QUIETO

Carlos Moisés vai no almoção político do Podemos Martins e, no meio do aniversário de Camilo e Nazareno, vai transitar ali e lá. Vai dar uma palhinha no samba, bem ao seu estilo. Se no meio do impeachment tocava violão, agora reina nos números positivos. A oposição nega, ele canta.


CARNAVAL

Momo saiu da UTI e volta, bem obeso, no seu melhor estilo. Depois do desfile da Escola Unidos pela Covid-19, que quase tirou sua vida, espera as chaves das mãos de Gean Loureiro. Naquela data, quase perto da desincompatibilização, quem se anima é Topazio Neto, hoje desfilando competência.


IDAS

Gean Loureiro enviou Topazio Neto às missões na Espanha, com o tema Cidades Inteligentes, quando surpreendeu São Paulo e Brasília nos prêmios que Florianópolis conquistou. Estas viagens são antecipações de confiança do titular no vice para assumir o controle da Capital. Não tem mais volta.


CLIMA

Ricardo Roesler tem se mantido distante do debate sucessório no Judiciário. Embora seja o presidente, é colega e amigo de Soraya Nunes Lins e João Henrique Blasi, com quem tem convivência permanente. Prudente motorista, pilotar o TJSC exige toga alva no cetim preto.


MARCA

O presidente do TJSC foi alto desde sua posse. Viveu emoções que pode, ao sensibilizar-se na lógica histórica, narrar o esconderijo de pressão que observou ao presidir a Mesa do Tribunal de Cassação. O magistrado é inédito ao dirigir na contramão dos pró e contra o tombo duas vezes.


ELE

Ninguém tem tantas informações sobre aqueles dois calvários de Carlos Moisés. Ricardo Roesler é o titular absoluto dentro da eloquência do que pode ser dito. Trazer à luz dois sepultamentos e ressurreições que SC, única no mundo, viu. O líder do TJ sabe tudo deste labirinto.


IMAGINAÇÃO

A governadora é enviada para missão em uma reposição de placa comemorativa do Holocausto. Seu DNA, orgulhoso, está por lá aplaudindo. Em SC, o Diabo Loiro pede para a Fazenda soltar o gado para pastar à vontade e derrubar tudo. Noves fora pesadelo, nada disso.


MACHO

Mimoso, não Cesar Abreu, saiu bravo do Piratini para falar sobre as prévias do PSDB que, chacota, deu vácuo para Marylin Monroe de Curitiba ganhar picos. Aécio Neves virou pó, mas deixou um rastro para a choradeira do governador do RS dizer que agora vai ficar bravo. Bacana.


BRAVO

É uma designação dada às demonstrações de coragem e personalidade destemida, não raivinhas. Um quadro com características de rapazinho que fala para papai que tiraram seu pirulito de Itu, choramingando e chutando a porta do quarto com cartaz de James Dean, quer ser presidente do Grêmio. Escolar, diga-se.



Alesc - Outubro
Floripa - Um novo amanhã
Essenciais de Verão
Rech
Publicações Legais

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro