Close Menu

Busque por Palavra Chave

Jorginho se consolida; PL fica forte na proporcional; Gean quer PSD inteiro; Ana Paula Lima na majoritária; Femi reúne todos em Xanxerê; Pedras Grandes e o turismo

Por: Marcos Schettini
02/05/2022 11:03 - Atualizado em 02/05/2022 12:39
Tamanho da fonte: A A
Divulgação

Pedras Grandes é a Itália das Américas

Vá quem irá afirmar que está em Farroupilha, Bento Gonçalves ou Caxias do Sul, Flores da Cunha, Garibaldi ou qualquer outra anfitriã dos imigrantes na Serra Gaúcha, mas eles encontraram um concorrente ativo e mordaz no Sul de SC. Agnaldo Filippi tem o objetivo de iluminar seu município com uma série de eventos que marcam os 145 anos da chegada dos italianos no Brasil, por isso vai construir uma Torre de Pisa tão semelhante quanto e maior que o Cristo Redentor. Quer fazer de Pedras Grandes um ponto de turismo obrigatório e com reconhecimento internacional. As festividades realizadas neste final de semana mostram o tamanho da ousadia do prefeito e seu coletivo. Conta com a capacidade intelectual de Júlio Cancellier, que é outro gigante no conhecimento da cultura italiana. Eles voltaram agora daquele país e foram ver o que incrementar em favor das festividades, aumentando o respeito a uma das grandes nações do mundo. Agnaldo é um homem simples, mas abnegado. Vai conseguir realizar suas investidas porque são justificadas no turismo que, com a chegada do fim da pandemia, investimentos na área plantam a colheita de fartura ao comércio local. Pedras Grandes tornando-se a maior montanha.


PROJETO

Jorginho Mello está correndo as regiões de SC e, como mesmo tem dito aos mais pertos, está sentindo na pele, à moda LHS, o crescimento de seu nome no jogo eleitoral. Observa a elevação do seu projeto de outubro e vai dobrar o tempo de trabalho.



QUIETO

Beto Martins não fala nada. É suplente secundário e não pode pisar no pé da antecessora. É que Ivete Silveira está com sua saúde exigindo os cuidados que o tumulto em Brasília só piora. O correto seria ela abrir ao ex-prefeito de Imbituba. O MDB não deixa.


SUBINDO

Ao observar os números, Jorginho se anima para sair do Congresso, buscar a ida ao 2º turno e ter o presidente aparecendo novamente em SC, pedindo muito sem nada oferecer. Seria o voto ao candidato do PL mesmo que não tenha dado um palito queimado.


POIS

O governador sabe que seu concorrente direto pode ser, de fato, o PL. Por isso quer o MDB e PSDB ao seu lado. Como já tem o Podemos, buscar os tucanos e ulyssistas garante a vitória no 2º turno. O partido de Celso Maldaner é forte, mas não garante tudo. Sem tucanos e com o racha do PSD fica mais difícil.


JOGADA

Gean Loureiro sabe que somente o carimbo do PSD no próximo dia 9 de maio, não é suficiente para chegar ao 2º turno. Se tem que ter a sigla, prefeitos e vereadores assinando sua candidatura dentro da disputa, é a cereja. Só leva o MDB se abrir a cabeça de chapa. Sem isso, é Moisés fechado.


ELA

Geovania de Sá seria a composição que Carlos Moisés precisa para levar o tucanato para o projeto. Tem a assinatura subliminar de Clésio Salvaro para entrar na composição de vice ao lado de Carlinhos Chiodini ao Senado, caso Antídio Lunelli levante acampamento.


Dário Berger e Décio Lima estão se abraçando mais. É que o senador vestiu o macacão da igualdade que o PT quer que ele use para não se achar diferente dos demais. O irmão de Djalma quer ser cabeça de chapa olhando Lula da Silva como seu cabo. Estaria no 2º jogo e racharia o MDB.



AFINAÇÃO

O marido de Cintia Loureiro tem fortes movimentações a partir de hoje em SC. Desenha discussões que irão definir os passos que precisa fazer acontecer antes da reunião do PSD na próxima segunda-feira. Para ampliar, Gean dividiu o sono à metade.


ATIVO

Antídio Lunelli e Carlinhos Chiodini foram na abertura da Femi e aplaudiram o marido da Késia falar em Plano 1000 e quase R$ 130 milhões aos prefeitos em várias cidades. Carlos Moisés chega onde é chamado e é aplaudido de forma forte. Vão ter que fazer muito para derrubar a reeleição.


TENDÃO

André Espezim está sendo motivado a disputar a eleição para federal. Está sendo migrado pelas mãos de Mário Hildebrandt, que vê o espaço com grande possibilidade. Se ocorrer, o sonho de eleição que o deputado estadual Ricardo Alba tem em mente, vira pesadelo.


FRACASSO

As manifestações do lado de Lula e de Bolsonaro foram piegas em todo o Brasil. Isso mostrou que sem os patetas Sergio Moro e Luciano Bivar, além da boa intenção de Simone Tebet, o nome de uma terceira via com Doria pode crescer no jogo. Embora a máquina bolsonarista de triturá-lo.



AQUI TEM GOVERNO
Rech
Publicações Legais

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro