Close Menu

Busque por Palavra Chave

Transparência Criciúma

Jaraguá do Sul desiste de sediar edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina

Prefeitura de Jaraguá do Sul Situação da pandemia no Estado foi o motivo apresentado ao presidente da Fesporte Situação da pandemia no Estado foi o motivo apresentado ao presidente da Fesporte

A Prefeitura de Jaraguá do Sul, por intermédio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, entregou ofício ao presidente da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), Kelvin Soares, desistindo de sediar a 60ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina, que ocorrerão neste ano. O documento foi entregue pela secretária Natália Lúcia Petry, durante a visita do presidente da Fesporte a Jaraguá do Sul, na sexta-feira (12).

No documento, a gestão municipal cita a questão da pandemia de Covid-19, ressaltando que o momento é de incertezas que envolvem, inclusive, o risco de vida. “Neste cenário, a gestão municipal de Jaraguá do Sul não se sente em condições de preparar-se para tamanha responsabilidade em receber adequadamente o evento e declina da sede em 2021”, diz parte do texto.

Natália Lúcia Petry lembrou que inúmeras melhorias que estavam previstas na estrutura esportiva deixaram de ser a prioridade orçamentária do Município e do Estado por conta da pandemia e reforçou ao presidente o fato de que enfrentamos lotação máxima em diversos hospitais catarinenses, sendo que a taxa de ocupação de leitos das unidades de terapia intensiva (UTIs) apresenta recorde tanto da rede pública quanto da rede privada. “O Estado de Santa Catarina sofre com a situação de calamidade que traz consequências graves na economia nos mais diferentes setores. Os orçamentos municipais seguem voltados à saúde e desenvolvimento econômico da comunidade, tentando reverter este quadro crítico atual”, pondera.

O ofício menciona, ainda, a questão das escolas que estão comprometidas com o retorno do ensino presencial, com metas criteriosas a serem atingidas até o final do ano e não dispondo de datas para reservar em seu calendário a acomodação dos milhares de atletas, técnicos e dirigentes participantes. “O número de salas para alojamentos que seriam suficientes em situação normal, neste momento não supririam as necessidades respeitando-se os limites de ocupação”.

A administração reforça que durante a competição, estaríamos envolvidos com inúmeros protocolos sanitários, em alojamentos e locais de competição, e isso depende de orçamento elevado (material e pessoal), assegurando a proteção de todos os participantes.

“Cabe refletirmos que o objetivo do evento no que se refere a desenvolver o intercâmbio esportivo entre os municípios catarinenses, proporcionar boas relações entre dirigentes, técnicos e atletas, estabelecer inter-relações entre os esportistas e o Poder Público, perde completamente o ¨clima¨ festivo e a comunidade jaraguaense não receberia calorosamente o evento num período em que a situação de saúde e financeira das famílias sofre perdas e dificuldades, portanto com prioridades em outros fins”, menciona Natália, lamentando tomar esta decisão


Outras Notícias
Transparência Criciúma 2
Anúncio Radial 2
Palhoça Parques
Rech Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro