Close Menu

Busque por Palavra Chave

AQUI TEM GOVERNO

Operadoras garantem 5G em Florianópolis a partir de 31 de julho

Por: LÊ NOTÍCIAS
21/04/2022 11:48
Vicente Schmitt/Agência AL Assunto foi discutido pela Comissão de Economia da Alesc, em reunião nesta quarta-feira (20) Assunto foi discutido pela Comissão de Economia da Alesc, em reunião nesta quarta-feira (20)

Os representantes das operadoras de telefonia móvel Tim, Vivo, Claro (que assumiu os clientes da Oi em Santa Catarina) e Unifique garantiram na tarde desta quarta-feira (20), durante reunião da Comissão de Economia, Ciência, Tecnologia, Minas e Energia da Assembleia Legislativa, que a partir do dia 31 de julho, Florianópolis será uma das primeiras capitais do Brasil a implantar a internet de dados móveis 5G.

Para isso, até o final de junho devem ocorrer a edição de decreto regulamentando a implantação de seis estações rádio base (ERBs) e a limpeza da faixa de 3,5 GHz (uma das frequências da internet), que consiste em fazer uma migração das pessoas que usam TVs via antenas parabólica antigas para uma banda superior (Ku), como aquelas ofertadas por antenas parabólicas menores.

O presidente da comissão, deputado Jair Miotto (União), comemorou o resultado positivo da reunião e destacou o fato do estado ser um dos primeiros a aderir à nova tecnologia. “A Alesc e a comissão são preponderantes neste processo de implantar o 5G no estado, à medida que conseguimos reunir todos os atores deste processo. Hoje, conseguimos algo inédito, a reunião destes representantes que garantiram a implantação da nova tecnologia. Com esse consenso, as coisas andam, e tudo está alinhado para que até 31 de julho tenhamos o 5G em Florianópolis.”

Miotto informou ainda que a legislação sobre o tema já está tramitando na Assembleia. Projeto de sua autoria já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e será apreciado na Comissão Finanças, garantindo o modelo de legislação para todos os municípios catarinenses. “Tudo está andando junto, a Alesc tem sido fundamental neste processo, de unir todos estes agentes, e juntos traçarmos as metas em prol do 5G que será um grande evento, a partir de nossa capital.”

O deputado anunciou que haverá uma nova reunião com o grupo de operadoras e com representantes da empresa criada para troca das antenas parabólicas no dia 9 de maio, a partir das 13 horas, no auditório da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) e outra em junho, na Alesc.

Com a nova tecnologia vigorando na Capital, a partir de julho, o deputado Jair Miotto informou que várias empresas e órgãos públicos, como a Assembleia, Tribunal de Contas do Estado, Tribunal de Justiça, a Prefeitura, e privados, como shoppings, indústrias e grandes empreendimentos, vão implantar a rede indoor, que atende ambientes fechados com a nova tecnologia. “Nós vamos ter uma antena indoor só para Alesc ofertando o 5G para os visitantes, funcionários e deputados.”

APOIO TECNOLÓGICO
O assistente da Superintendência de Tecnologia da Prefeitura de Florianópolis, Ivan Roberto dos Santos, disse que o papel da Prefeitura para implantação da nova tecnologia na Capital é de auxiliar as operadoras e não criar entraves na parte da legislação.

“Foi aprovada uma lei específica para o 5G, no final do ano passado, e agora está sendo preparado um decreto e um chamamento público para serem instaladas as antenas de 5G no município”, enfatizou. “Estamos trabalhando junto com a Alesc para entender quais as necessidades das operadoras para que no mês julho tenhamos o 5G na nossa cidade, queremos ser rapidamente ser atendidos para ser uma das primeiras capitais do Brasil a adotar a nova tecnologia.”

Ele afirmou que Florianópolis deverá ter seis estações rádio base (ERBs), mas que o foco principal do 5G é nas antenas de pequeno porte, chamadas de base de rua (indoor), tanto internas e externas. “Teremos muitas antenas nesta faixa. Elas serão até dez vezes mais do que existe atualmente, só que elas serão pequenas, que alcançam uma faixa pequena de distribuição de sinal, por isso será uma quantidade gigantesca, só que elas serão quase imperceptíveis, do tamanho de uma caixa de sapato, que serão colocadas em frente de prédios, em postes de energia, que a população nem vai perceber, e isso vai distribuir o sinal.”

OPERADORAS PREPARADAS
O gerente nacional de relações institucionais da Tim, Cleber Rodrigo Affanio; a gerente de relações institucionais da Vivo, Laiana Souza; o diretor regional da Claro e Oi, Marciano Carniel; o gerente regional Sul de engenharia e implantação da Claro e Oi, Márcio Martini; e o diretor de operações da Unifique, Erolf Schotten, foram unânimes em enaltecer a importância da reunião e garantiram todo o empenho para a implantação da nova tecnologia em Florianópolis e depois no estado. Também explicaram que as operadoras estão se preparando para atender em outras faixas as pequenas localidades e que há todo um cronograma implementado pela Anatel, mas que as empresas pretendem antecipar esses prazos (leia mais abaixo).

O coordenador do Grupo de Trabalho do 5G, da Acate, Fernando Oliveira, manifestou preocupação com a limpeza de fiação nos postes de energia elétrica que poderá atrapalhar na implantação da nova tecnologia no estado e a troca das antenas parabólicas. Os representantes das operadoras garantiram que estão trocando toda fiação nos postes e que foi criada uma empresa, a EAF, que será responsável pela migração da recepção das antenas parabólicas para a banda Ku, o que vai exigir a distribuição de kits para famílias mais pobres. Esse serviço será supervisionado pelo Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência (GAISPI), que também estará presente na reunião do dia 9 de maio.

O diretor de inovação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Móris Kohl, garantiu que o Estado tem todo o interesse e tem oferecido apoio para implantação da nova tecnologia em Santa Catarina. “Estamos conversando com a Fecam e monitorando os municípios para aprovarem a legislação que permita a implantação do 5G em suas cidades e as estações rádio base. Os 15 centros de inovação do estado também estão aptos a darem todo apoio para implantação da nova tecnologia.”

Veja abaixo o cronograma que a Anatel definiu para a implementação do 5G:

  • até 31 de julho de 2022: para capitais e o Distrito Federal
  • até 31 de julho de 2025: para cidades com mais de 500 mil habitantes
  • até 31 de julho de 2026: para localidades com mais de 200 mil pessoas
  • até 31 de julho de 2027: para municípios com mais de 100 mil habitantes
  • até 31 de julho de 2028: para metade dos municípios com mais de 30 mil habitantes
  • até 31 de julho de 2029: para municípios com mais de 30 mil habitantes
  • até 31 de dezembro de 2029: municípios abaixo de 30 mil habitantes

Outras Notícias
Rech Mobile
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro