Lê Notícias - Política - Comissão de Saúde da Alesc aprova projetos...
Close Menu

Busque por Palavra Chave

Comissão de Saúde da Alesc aprova projetos que asseguram direitos à pessoa autista

Por: LÊ NOTÍCIAS
23/05/2024 09:19 - Atualizado em 23/05/2024 09:20
Agência AL Comissão de Saúde aprova dois projetos para direitos das pessoas com autismo, incluindo diagnóstico tardio e selo "Autista a Bordo", de autoria do deputado Vicente Caropreso (PSDB) Comissão de Saúde aprova dois projetos para direitos das pessoas com autismo, incluindo diagnóstico tardio e selo "Autista a Bordo", de autoria do deputado Vicente Caropreso (PSDB)

Na quarta-feira (22), a Comissão de Saúde aprovou dois projetos voltados aos direitos das pessoas com autismo. O Projeto de Lei (PL) 54/2024, que promove o diagnóstico tardio do Transtorno do Espectro Autista (TEA) em adultos e idosos, e o PL 145/2024, que institui o selo “Autista a Bordo”. Ambos os projetos são de autoria do deputado Vicente Caropreso (PSDB).

“Essas iniciativas são avanços na inclusão e no reconhecimento dos direitos das pessoas com autismo, promovendo uma sociedade mais justa, empática e inclusiva”, afirma o deputado.

AUTISMO TARDIO

Dr. Vicente destacou a importância crucial do PL 54/2024 como uma medida para garantir o acesso ao diagnóstico e promover um tratamento eficaz para pessoas adultas com TEA. “Muitas pessoas com autismo possuem talentos excepcionais que precisam ser reconhecidos e desenvolvidos. O diagnóstico tardio permite que essas capacidades sejam exploradas e ofereça oportunidades para que essas pessoas expressem todo o seu potencial e possam ser compreendidas”, afirmou.

AUTISMO A BORDO

O PL 145/2024, que propõe a criação do selo “Autista a Bordo”, visa identificar veículos que transportam pessoas com autismo através de um adesivo. A justificativa do projeto aponta que muitos autistas apresentam disfunções sensoriais, sendo a sensibilidade auditiva uma das mais comuns. O selo, portanto, tem o objetivo de minimizar o uso de buzinas por outros condutores, contribuindo para um ambiente de trânsito mais compreensivo e seguro.

“É um alerta aos demais motoristas para o desconforto que um som estridente como uma buzina pode provocar em uma pessoa. Pode parecer simples, mas é uma adição importante ao conjunto de iniciativas voltadas para a proteção e entendimento das necessidades das pessoas com autismo,” explica Dr. Vicente. Antes de ser sancionada, a proposta ainda será analisada pelas Comissões de Transportes, Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura, e dos Direitos da Pessoa com Deficiência.


Outras Notícias
Governo de SC
Prefeitura de Chapecó
Semasa Itajaí
PALHOÇA
Câmara Floripa
Unochapecó
Prefeitura Floripa Junho
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro