Lê Notícias - Política - Alesc votará criação do prêmio Asas da Inclusão...
Close Menu

Busque por Palavra Chave

Alesc votará criação do prêmio Asas da Inclusão e diagnóstico de TEA em adultos

Vicente Schmitt/Agência AL Projetos do deputado Dr. Vicente Caropreso, que incentivam diagnóstico tardio de TEA em adultos e idosos e criam Prêmio Asas da Inclusão para entidades de defesa de pessoas com deficiência, serão votados na Assembleia Legislativa Projetos do deputado Dr. Vicente Caropreso, que incentivam diagnóstico tardio de TEA em adultos e idosos e criam Prêmio Asas da Inclusão para entidades de defesa de pessoas com deficiência, serão votados na Assembleia Legislativa

O projeto de Resolução 1/2024, que cria o Prêmio Asas da Inclusão para destacar o trabalho de entidades na defesa dos direitos das pessoas com deficiência, e o projeto de lei 54/2024, que incentiva o diagnóstico tardio do Transtorno do Espectro Autista (TEA) em adultos e idosos, estão aptos para serem votados no Plenário da Assembleia Legislativa. As proposições foram apresentadas pelo deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB) e devem ser incluídas na pauta de votação na próxima semana.

Essas duas iniciativas do parlamentar foram aprovadas em todas as comissões, em reconhecimento à sua relevância. São iniciativas que asseguram direitos e estimulam e valorizam o papel das entidades na promoção da inclusão da pessoa com deficiência e autismo.

DIAGNÓSTICO TARDIO

Conforme o parlamentar, já se avançou para garantir o diagnóstico de TEA em crianças e adolescentes, mas falta uma política voltada aos adultos e idosos. Mudar essa realidade é o objetivo do PL 54/2024. Dr. Vicente argumenta que o acesso ao diagnóstico correto, mesmo que tardio, ajuda a garantir melhor qualidade de vida, além de tratamento correto e acesso a direitos. Ele também destaca que o diagnóstico significa autoconhecimento e compreensão para a vida da pessoa que tem TEA.

“Muitos adultos e idosos não tiveram acesso a um diagnóstico certo na infância, até mesmo por falta de informação sobre esta condição no passado, e acabaram crescendo se sentido deslocados e diferentes do ‘normal’ porque nunca souberam explicar a real condição em que vivem. O diagnóstico, mesmo que tardio, significa libertação, compreensão sobre si mesmo, acesso a tratamento adequado e a direitos”, opina o deputado.

PRÊMIO ASAS DA INCLUSÃO

Já o projeto de Resolução 1/2024 cria no âmbito do Poder Legislativo o prêmio Asas da Inclusão. Ele será concedido às pessoas, instituições públicas e privadas e entidades do terceiro setor de Santa Catarina que tenham contribuído ativamente na defesa dos direitos das pessoas com deficiência. A premiação ocorrerá a cada dois anos.

“20% da população catarinense tem alguma deficiência. Precisamos oferecer a todos as mesmas condições para que possam viver com dignidade. Felizmente, temos instituições públicas e privadas e entidades do terceiro setor que realizam trabalhos fantásticos em prol desse grupo social, seja no acesso a tratamentos, inclusão social e no mercado de trabalho, como também no âmbito do paradesporto, que merecem ser reconhecidas e ter suas ações divulgadas e valorizadas, para que estimulem outras iniciativas”, justifica o autor do projeto.


Outras Notícias
Governo de SC
Prefeitura de Chapecó
Semasa Itajaí
PALHOÇA
Câmara Floripa
Unochapecó
Prefeitura Floripa Junho
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro