Lê Notícias - Região - Projeto Caras Catarinas evidencia a pluralidade...
Close Menu

Busque por Palavra Chave

Projeto Caras Catarinas evidencia a pluralidade étnica e cultural em Santa Catarina

Por: LÊ NOTÍCIAS
10/06/2024 10:48 - Atualizado em 10/06/2024 10:51
Divulgação Projeto Caras Catarinas apresenta exposição de máscaras teatrais representando a diversidade cultural de Santa Catarina, itinerante em museus do estado Projeto Caras Catarinas apresenta exposição de máscaras teatrais representando a diversidade cultural de Santa Catarina, itinerante em museus do estado

Quais são os rostos que compõem a identidade cultural catarinense? Suas características e histórias, cores e costumes? Foi a partir do mapeamento da geografia sócio-cultural do Estado que o Projeto Caras Catarinas traz para o público sua exposição - resultado de meses de pesquisa e criação, que culminou em máscaras teatrais com os múltiplos traços identitários dos povos catarinense.

Compõe a mostra oito máscaras teatrais produzidas por quatros artistas mascareiros de Santa Catarina: Blenda Trindade, Manon Alves, Sid Ditrix e Persephone Ephemera. Cada um produziu duas máscaras, que materializam a proposta do projeto, ampliando o debate sobre as heranças culturais presentes no Estado, como a indígena, a africana e a europeia.

Para Blenda Trindade, artista e mascareira, a ideia foi desenvolver uma investigação sobre identidades. “Quem somos nós catarinenses? É difícil ter uma imagem única como acontece em outros lugares. Aqui nós somos muitos e somos diferentes em muitos sentidos: sotaques, modos de viver, modos de fazer... e isso aparece nas nossas caras. Parte também da ideia de contestar o senso comum de que Santa Catarina seria um estado de descendência europeia. Essa terra é indígena, é negra, é cabocla. O projeto parte dessa necessidade pessoal de me entender enquanto esse indivíduo que é coletivo”, explica Blenda, que também é proponente do Projeto.

PROCESSO CRIATIVO

O trabalho de criação das máscaras começou cedo, ainda na elaboração do projeto com a identificação de macroidentidades que contemplassem, de uma maneira geral, grandes aspectos e características que diferem as regiões de Santa Catarina. Cada mascareiro adotou sua macroidentidade para pesquisa, com início teórico, seguido de critérios coletivos e individuais de criação.

“Para mim esse processo criativo foi um tempo de parar e olhar para o rosto das pessoas, para os traços e perceber ali a diversidade de histórias que cada rosto carrega. Eu pesquisei e trabalhei na criação de duas identidades: a cabocla e a dos povos indígenas Xokleng. Foi um processo grandioso de aprendizagem, em achar o caminho para traduzir tantas lutas e modos de vida, em uma máscara onde as pessoas se sentissem representadas”, conta Manon Alves, artista de Chapecó.

“Cada rosto catarinense é uma tela viva, pintada das suas origens e influências. Aqui, a máscara assume um papel objeto em uma exposição para que no tempo que cabe, o público encare seus próprios olhos”, complementa Blenda.

Além dos caboclos, dos indígenas, estão representados os povos quilombolas e colonos de diferentes origens.

ITINERÁRIO - ACOMPANHE O TRABALHO

A visitação para a Exposição Caras Catarinas, está aberta para visitação gratuita, no município de Caçador, no Museu do Contestado, no oeste do estado, localizado na Av. Getúlio Vargas, no Centro, aberto 24h. O trabalho permanece no município até 15/06 e depois segue para Tijucas, na Grande Florianópolis, de 13 a 20/07 no Museu Tijucas, Rua Maria Gallotti, 183. O horário de visitação acompanha o funcionamento do espaço de terça a sexta-feira, das 09 às 17h30, sem fechar para almoço; e aos sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h.

MULTIPLICAÇÃO

Como forma de multiplicar os conhecimentos e oportunizar novas práticas artísticas à comunidade, assim como ampliar os debates sobre a temática, o Projeto Caras Catarinas prevê uma oficina gratuita de criação de máscaras. A atividade acontece no mês de agosto no laboratório de teatro de animação no CEART - Udesc, no bairro Itacoburi, em Florianópolis. As inscrições podem ser efetuadas pelo site www.carascatarinas.art.br a partir de 15 de julho.

Acompanhe mais sobre o Projeto Caras Catarinas pelo site e pelas redes sociais por meio do @caras.catarinas.

Quer levar essa exposição para a sua cidade, faça contato com a produção dopelo e-mail gustavo@nuvemcabocla.com - ou telefone (49) 9 9808-0283, com Gustavo Zardo.


Outras Notícias
Governo de SC
Prefeitura de Chapecó
Semasa Itajaí
PALHOÇA
Câmara Floripa
Unochapecó
Prefeitura Floripa Junho
Publicações Legais Mobile

Fundado em 06 de Maio de 2010

EDITOR-CHEFE
Marcos Schettini

Redação Chapecó

Rua São João, 72-D, Centro

Redação Xaxim

AV. Plínio Arlindo de Nês, 1105, Sala, 202, Centro